Dez entre dez tutores já sabem que a alimentação é a chave para uma vida saudável. Agora, vamos falar sobre as doenças mais comuns causadas por uma má alimentação do cachorro, que é aquela dieta desbalanceada e incompleta.

Uma alimentação que não contenha os nutrientes necessários para o pet, de acordo com seu tamanho, idade, peso e até sua raça, pode ser o primeiro passo para o aparecimento de doenças.

As doenças da má alimentação

Entre essas doenças está a obesidade. Por incrível que parece, quando uma dieta não atende às necessidades do pet, ele pode comer de forma exagerada, para tentar suprir e, com isso, ganhar sobrepeso.

O excesso de peso não é sinal de saúde, pelo contrário, pode ser a porta aberta para o aparecimento do diabetes, doenças renais, entre outros.

Uma má alimentação do cachorro também pode resultar em dermatites. Basta o peludo ser alérgico a um dos nutrientes. No caso de rações comerciais isso é bastante comum, pois possuem elementos químicos como corantes ou conservantes e muitos pets reagem mal a eles.

Leia também A má alimentação e suas graves consequências

E assim podem surgir a alergia alimentar, a doença celíaca e a gastrite. As alergias podem ser despertadas por aditivos, conservantes e substâncias químicas usadas em rações industrializadas. Em alguns cachorros essas reações causam graves transtornos com descamação da pele, ferimentos e lesões causados pelas unhas ao coçar repetido.

Algumas raças são mais propensas

Algumas dessas patologias ocorrem mais em algumas raças.

O Shih-tzu tende a apresentar doença renal crônica e alergias alimentares. Já o Poodle, Schnauzer e Terriers podem desenvolver diabetes.

Os Labradores tendem a ficar bem gordinhos e podem ser acometidos de torção gástrica. O Golden Retriever é uma raça que costuma apresentar câncer.

Como alimentar seu cachorro

A alimentação Natural (AN) é comprovadamente mais saudável para os pets.

Por ser formulada somente com ingredientes naturais, de grande valor nutricional, a alimentação natural é melhor absorvida pelo organismo. Na produção da PetNut, a AN é minimamente processada fazendo com que nutrientes e vitaminas estejam disponíveis em maior quantidade para serem ingeridos e, com isso, melhorando o sistema imunológico do pet e isso, previne doenças e infecções.

A dieta natural deve ser formulada pelo veterinário nutrólogo ou zootecnista, para que atenda às necessidades de cães e gatos em cada fase de sua vida.

Essa formulação sempre leva em consideração o estilo de vida do animal (ativo, sedentário, urbano, rural etc), idade, raça/porte e predisposições genéticas ou doenças já existentes.

Assim, para evitar a má alimentação do cachorro, essa dieta será balanceada exclusivamente para as necessidades desse cão. É sempre bom relembrar que nenhum ser vivo é idêntico ao outro, mesmo que sejam da mesma raça ou espécie.

E, mais ainda, para os casos de patologia, como alergias, onde é necessário começar com dietas de eliminação, para identificar o que pode estar causando essa alergia.

Os obesos, precisam de cuidado redobrado, além do excesso de peso forçar ossos e musculatura e, em algumas raças dificultar até a respiração, a obesidade pode trazer graves problemas de saúde.

Comece hoje a oferecer a dieta adequada do seu cão clicando aqui .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu