Como proteger seu pet dos fogos de artifício.

Cães têm a audição muito mais sensível que a de humanos e sentem dores insuportáveis

Mais alguns dias e, em todos o mundo será comemorada a chegada de mais um Ano Novo. As queimas de fogos de artifício do Ano Novo, que marcam o início das festas, encantam toda família, com toneladas e toneladas de fogos multicores explodindo nos céus, por todo o planeta.

Para os pets, os fogos de artifício do Ano Novo são verdadeiras torturas que chegam logo nas  primeiras horas do ano, provocando dores insuportáveis nos ouvidos, medo do estrondos por não entender o que está acontecendo e, muitos deles, sozinhos em casa, tentando desesperadamente um lugar para se esconder.

Muitas cidades proibiram a queima de fogos de artifícios do Ano Novo que façam barulhos, como é o caso de São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, entre outras.  Mas, essas são festas oficiais e ainda tem gente que insiste em soltar rojões e bombas.

É importante saber que a ansiedade e medo dos cães, não são por causa do medo dos fogos e sim, por causa da forte dor no ouvido. E devido a não ter uma rotina com barulhos tão intensos e por tanto tempo, os pets podem associar com algum perigo e reagir com muito medo. Por isso é muito importante saber como proteger seu pet dos fogos de artifício.

Os cães conseguem perceber um som a uma distância quatro vezes maior e em volume três vezes maior que um humano consegue detectar. Razões anatômicas, como os olhos à frente dos humanos possibilita maior campo de visão, tornando a audição um sentido auxiliar. O que não acontece com os cães, que precisam da audição para “decifrar” o ambiente e suas ocorrências.

E, em razão de todo esse pânico, acontecem acidentes, com animais de grande porte tentando passar em grades ou animais fugindo em disparada pelas ruas.

Fique atento ao comportamento do seu mascote, muitos cães ficam tensos e ansiosos, mas, muitos outros seguem indiferentes ao barulho e, mais atentos às brincadeiras e alegria dos tutores festejando.

O QUE FAZER NESSAS HORAS?

Como Proteger seu Pet dos Fogos de Artifício - PetNut

Se o tutor estiver em casa, evite pega-lo no colo, o que aumenta a insegurança do pet e, em outras situações de pânico ele vai querer colo e proteção. Não deixe o cão preso em correntes ou em cômodos fechados.

O melhor é que você esteja sempre a vista do pet, demonstrando tranquilidade e naturalidade. A linguagem corporal do tutor diz tudo nesses momentos.

Entre os outros cuidados estão: janelas e portas de vidro, piscinas descobertas, objetos e utensílios amontoados ou empilhados no local de circulação do pet, produtos de limpeza e objetos cortantes também devem ser bem guardados e tirados do alcance dos peludos.

Uma outra forma de deixar mais tranquilos e proteger os pets com os fogos de artifício do Ano Novo é a “Técnica do Pano” (Tellington Touch), onde o tutor utiliza uma faixa de pano macio e firme, para amarrar ao animal de modo a que abrigue o peito e o dorso, finalizando com um nó na região da coluna. Essa técnica deixa o cão menos assustado e mais seguro, em razão da pressão da faixa em seu corpo.

Mas, cuidado! Prenda a faixa de forma que fique confortável para o pet e ele possa se movimentar com naturalidade.

Caso já tenha experiências anteriores com pets extremamente agitados, consulte o veterinário para avaliar a necessidade de algum medicamento para tranquilizar o pet nos momentos em que estiver exposto aos estrondos e barulhos que os assustam.


link desse artigo
https://www.petnut.com.br/dezembro-verde-chega-para-conscientizar-sobre-o-abandono-animal/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu