Alguns tutores alegam que os cães sentem mais fome nos dias mais frios, ou seja, que os pets comem mais no inverno.

Com o inverno chegando os tutores se perguntam se precisam mesmo que é preciso dar mais comida ao pet. E a resposta é simples e objetiva: NÃO!

Esse “mito alimentar” foi criado pelas pessoas que acreditam que comendo mais estarão produzindo mais energia e, com isso aumentando a temperatura corporal. Na verdade, o que vão conseguir é um aumento de peso e, consequentemente, a obesidade.

Com os cães não é diferente e, é sabido que com a obesidade chegam também várias outras doenças e, muitas delas, colocando o pet em risco de morte.

Outro detalhe para ser levado em conta, o Brasil é um país tropical, onde, em raras regiões as temperaturas caem vertiginosamente, e, além disso, boa parte dos pets têm camas, cobertores e, a grande maioria, vive dentro de casa com seus tutores, não ficando exposto às baixas temperaturas.

Durante os meses de inverno é importante hidratar o cão, sempre com água limpa e em temperatura ambiente.

Obviamente, não é necessário “esquentar” a água, nem os humanos conseguem tomar água quente ou morna, imagine os pets nessa situação.

As principais dicas para o inverno são:

Roupas – Animais ativos, que fazem exercícios periódicos não precisam de roupas.

Banho e tosa – Novamente, para pets em bom estado de saúde e ativos, as tosas e banhos (em água morna e seque bem depois) podem ser mantidos. Já os mais velhinhos devem ser poupados de tosas muito baixas, deixando os aquecidos naturalmente.

Vacinas – Cuidado com as pneumonias, que são graves e colocam cães e gatos em risco. No inverno é comum a traqueobronquite infecciosa canina, caracterizada por tosses constantes, e  é contagiosa e muito grave para cães idosos. Siga rigorosamente o calendário de vacinas proposto pelo veterinário.

Calor excessivo – Aquecedores e lâmpadas podem ser perigosos para os pets, principalmente para os filhotes. Evite expor os animais a lâmpadas ou temperaturas excessivas. Os choques térmicos e variações bruscas de temperaturas são perigosas para humanos e animais.

Atividades físicas – Estimule os exercícios, mesmo nos dias mais frios. Dentro de casa, ofereça brinquedos e atividades. Fique de olho na alimentação, evitando sobrepeso e mantendo seu patudo ativo e feliz.

Mantenha seu pet saudável, disposto e bonito! Ofereça alimentação saudável e balanceada e consulte periodicamente o veterinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu